Manipulação do comportamento do usuário: redação ENEM 2018

Separamos nesse texto algumas informações sobre manipulação do comportamento do usuário na rede, algumas das modalidades em que esse fenômeno se apresenta e quais são os impactos em nossas vidas.

O tema da redação de provas como o ENEM e os vestibulares da Universidades Públicas são sempre muito aguardados por professores e candidatos. Na grande maioria das vezes, os assuntos mesclam temas sociais importantes com situações contextualizadas, e que estão fazendo parte e impactando a rotina dos brasileiros.

Em 2018, o tema da redação do ENEM foi a Manipulação do Comportamento do Usuário na Internet. A escolha da temática se encaixa muito bem no contexto dos últimos anos, quando denúncias sobre a enxurrada de Fake News nas eleições norte americanas (e, posteriormente, nas eleições brasileiras) entraram no foco de uma discussão bastante pertinente: qual é o nível de distorção das informações na rede e como essas alterações visam impactar a rotina e as decisões das pessoas em seu cotidiano.

O que é considerado manipulação de comportamento na internet? 

As formas de manipulação de comportamento nas redes têm muito a ver com o consumo de conteúdos falaciosos, que são cunhados com o intuito de inserir informações falsas ou distorcidas na bagagem de conhecimento de cada um.

A Manipulação é uma influência social que pretende alterar a percepção e o comportamento de outras pessoas com uso em táticas desleais, mentiras e informações distorcidas. Os autores das práticas de manipulação, na grande maioria dos episódios, pretendem inserir em sua audiência a perspectiva sobre um assunto, desfavorecendo as opiniões contrárias com base em inverdades.

Além da manipulação: Você sabe como funcionam os golpes nas redes sociais?

Como ocorre a manipulação nas redes?

A manipulação surge como consequência de um contexto informacional de amplo alcance e de pouca fiscalização no qual a abundância de informações gera dúvidas e coloca o receptor da mensagem como árbitro diante de suas convicções e crenças.

Surge assim o conceito de Pós-Verdade. A expressão foi cunhada para descrever situações na qual os fatos objetivos têm menos influência na formação da opinião de um indivíduo, sendo que suas emoções e crenças pessoais se tornam mais valorosos para a criação de um conceito do que a própria verdade.

Não se trata de um duelo entre o verdadeiro e o falso, mas sim entre contextos e opiniões, que fazem com que as pessoas deixem de lado as buscas pelos fatos e se apeguem às informações que mais lhe convêm, um movimento que se torna natural (apesar de criticável) em meio a tanta informação disponível a todo o momento. A manipulação não tem como base a omissão de fatos, mas sim a criação de informações que aparentam serem verdadeiras, o que para muitos já se torna suficiente para iniciar um processo de disseminação.

As já famosas Fake News operam com base em comportamentos humanos, dentre eles a ingenuidade de alguns, que creem sem questionamento em qualquer conteúdo inserido na web (crença que se sustenta muito na premissa informacional da rede), o gosto pela novidade e a falta de consciência sobre a importância da checagem de fatos.

Esses aspectos, somados com as intenções duvidosas dos produtores de conteúdos manipuladores e suas táticas de criação, criam a equação perfeita para disseminação das informações falsas.

Daí em diante, o público faz sua parte. Todo mundo já se deparou com um amigo ou parente que compartilhou uma informação falsa. Pessoas dotadas de um senso crítico mais apurado podem até investigar a veracidade do assunto, porém, muitos não realizam este procedimento e dão origem à pulverização.

A grande oferta de conteúdos, somada à pulverização cria o ecossistema perfeito para que a sociedade reduza seu senso crítico e passe a tomar como verdade todos os fatos que se encaixam dentro de um tema que é amplamente discutido, como é o caso de eleições, casos de corrupção e/ou ideologias políticas.

O processo completo de manipulação é algo complexo de ser resumido. Envolve questões sociais, psicológicas e familiares. Porém, dentro do universo da internet, a forma de manipulação se dá principalmente com a disseminação das notícias falsas dentro de um contexto nos quais elas surgem como verdades e ganham verossimilhança quando são compartilhadas por pessoas próximas, que se consideram fontes confiáveis de informação.

O que a manipulação do comportamento do usuário pode causar? 

As consequências de uma manipulação dependem muito da intenção das pessoas por trás do processo. A motivação pode ser política, ideológica e até mesmo com base em crimes de ódio, como antissemitismo e racismo, porém, não são apenas pautas sociais que são alvos dos criadores de notícias falsas. Há interesses econômicos e especulativos na criação desse tipo de conteúdo. Os impactos das notícias falsas podem favorecer grupos empresariais, partidos políticos e até mesmo pessoas comuns, que podem ser vítimas de boatos e sofrer as consequências da disseminação descontrolada de informações.

Um exemplo bastante conhecido é o caso da Cambridge Analytica. A empresa atuava na mineração de dados e análise de dados e comunicação estratégica, com foco no processo eleitoral. A empresa foi acusada de criar um quiz no Facebook com a única intenção de captar dados e influenciar nas eleições norte americanas.

O caso ocorreu em 2016 e demandou posicionamento até mesmo do Facebook e seu fundador, Mark Zuckerberg. Aqui no Brasil, durante o ano eleitoral de 2018, a quantidade de Fake News captadas por observatórios de jornalismo e agências de fact-checking assustou as autoridades e empresas.

O Whatsapp chegou a veicular uma campanha publicitária para alertar os usuários sobre os riscos de disseminação de Fake News e o tema foi debatido até mesmo no TSE e no STF.

O tema abordado no ENEM pode ser considerado polêmico e complexo, principalmente pelo fato de que a perspectiva sobre o que é manipulação se torna algo difícil de ser definido, ainda mais quando os próprios candidatos podem estar se sujeitando a esse tipo de artimanha sem dar conta do que ocorre com sua formação de opinião. O papel do Estado perante seus cidadãos envolve conscientização e políticas públicas, algo que ainda não é feito massivamente, contudo, o tema da redação do ENEM pode ser considerado o início de um debate social mais aprofundado, principalmente após um ano eleitoral em que a manipulação das informações foi combatida tanto por agências de fact-checking quanto por grandes veículos de mídia e figuras públicas.  

Apesar da dificuldade, é um tema muito importante, principalmente quando se percebe que os desdobramentos das Fake News podem trazer consequências importantes para um país, um grupo social ou um indivíduo.

Aproveite para ler

Cibersegurança

Engenharia Social: saiba como evitar golpes

Cibersegurança

Criptomoedas: por que são tão utilizadas pelo cibercrime?

Cibersegurança

Cuidados Que Deve Ter ao Acessar Rede de Internet Pública

Cibersegurança

Cibersegurança: Uma Questão a Ser Tratada

Cibersegurança

Cuidados que você deve ter ao usar uma VPN gratuita

Cibersegurança

Manipulação do comportamento do usuário: redação ENEM 2018

Cibersegurança

Criptografia De Rede: Uma Questão de Segurança e De Uma VPN

Cibersegurança

O que acontece com os dados nas mãos de cibercriminonos?

Separamos estes assuntos para você

Cibersegurança

Cibersegurança: Uma Questão a Ser Tratada

Monitoramento

Como Lidar Com o Sequestro de Dados no Segmento da Saúde

Análise e Planejamento

Você Já Tem Um Plano de Disaster Recovery?

Monitoramento

4 dicas para fazer um gerenciamento de riscos em TI

Cibersegurança

A eficiência e estratégia por trás do Spear Phishing

Cibersegurança

Engenharia Social: saiba como evitar golpes

Monitoramento

Phishing: como prevenir e conscientizar os colaboradores

Cibersegurança

Criptomoedas: por que são tão utilizadas pelo cibercrime?

Deixe seu comentário