Business Analytics: auxilando empresa a projetar resultados

Tanto o B.I quanto o B.A são importantes técnicas para otimizar os resultados e tornar a empresa ainda mais estratégica e preparada para os desafios futuros. No texto de hoje, iremos abordar mais sobre o Business Analytics e como ele pode impactar uma empresa e seus clientes. Aproveite para conhecer as diferenças.

O Big Data está entre nós. Não é de hoje que nos deparamos com análises, artigos de opinião e pesquisas que apontam como o uso e captação de dados transformam a realidade das empresas e suas estratégias. Já faz alguns anos que grandes corporações dos mais diferentes nichos de mercado estão fazendo com que os dados captados em suas operações se tornem grandes aliados na construção de processos mais fluidos e de resultados mais consistentes. 

Isso tudo ocorre por uma razão muito simples: os dados permitem que sejam feitas análises mais precisas e concretas, permitindo a identificação de gargalos e pontos de melhoria, além de construir uma análise aprofundada do perfil do cliente e seus hábitos de consumo.

Conforme as empresas passaram a entender o valor dos dados como ferramenta de crescimento estratégico, foram surgindo também conceitos de uso e aplicação do Big Data, como o Business Intelligence e o Business Analytics. 

Tanto o B.I quanto o B.A são importantes técnicas para otimizar os resultados e tornar a empresa ainda mais estratégica e preparada para os desafios futuros. No texto de hoje, iremos abordar mais sobre o Business Analytics e como ele pode impactar uma empresa e seus clientes. Aproveite para conhecer as diferenças entre B.A e B.I e como cada um deles contribui para os processos empresariais.

O conceito de Business Analytics

Falando de forma simples, o Business Analytics é uma abordagem empresarial centrada no uso de dados para definição de estratégias futuras. O B.A combina a ciência de análise de dados com as estratégias elaboradas por meio do Business Intelligence. Ele surge da intersecção entre a estatística, o marketing e a T.I. As Tecnologias de Informação ficam responsáveis pela captação e armazenamento dos dados, a estatística se encarrega de analisar esses dados matematicamente e, ao marketing, cabe desenvolver as estratégias a partir dos resultados colhidos. 

O B.A utiliza algoritmos avançados para processar os dados registrados e criar modelos de análise, simulações e previsões sobre os resultados futuros. O objetivo é realmente projetar os números, para então identificar se existem estratégias que podem ser aplicadas para otimizar essas projeções. O Business Analytics é proativo e opera para prever tendências, descobrir padrões e desenvolver ações que visam otimizar o desempenho empresarial.  

As análises de negócios costumam se dividir em descritivas, preditivas, prescritivas e diagnósticas, sendo que o B.A possui como um de seus estágios as análises preditivas, ou seja, aquelas que são construídas com base nos dados, geram previsões sobre eventos e fazem a identificação de padrões, riscos e oportunidades. 

Diferenças entre o B.I e o B.A

O B.A precisa do B.I, e o B.I tem muito a ganhar com o B.A. Essa é a relação básica entre esses dois segmentos analíticos. A grande diferença está no tempo de ação, ou seja, em qual momento cada um deles é focado. O Business Intelligence é focado no “agora”. Ele também utiliza dados para se tornar mais preciso, porém, ele capta as análises de dados históricos e converte suas ações para o atual momento. O B.I tem como principal função coordenar e orientar os processos com base nos resultados que estão sendo produzidos, a fim de otimizar os processos e gerar melhorias. 

Já o B.A não se contenta com o “agora” e foca também no “amanhã”. É para isso que serve sua capacidade de projeção com base nos dados. O Business Analytics se apropria dos resultados colhidos e trabalha simulações sobre eles para entender como será o desempenho empresarial tendo como base o que já foi feito. Uma vez em posse dessas informações, a equipe de gestão pode se valer da Inteligência de Negócios para modificar essas projeções e fazer com que os resultados futuros sejam mais frutíferos. 

Se colocarmos a ação do B.I e B.A na capacidade de responder perguntas, veremos que o B.I tem as respostas para questões como “o que aconteceu/está acontecendo com os resultados?” e “o que provocou esses números?”. O B.A, por sua vez, responde perguntas focadas no futuro, tais como “O que vai acontecer se...” ou “Qual será o resultado se...”. Parece algo frívolo rotular a atuação de acordo com as perguntas que surgem dos dois processos, porém, ao analisar cada uma delas torna-se claro qual é o foco do B.I (o hoje) e do B.A (o amanhã).

Por que apostar no Business Analytics e como implantá-lo?

Para a primeira pergunta que nomeia este tópico podemos responder de forma simples: Para otimizar a tomada de decisão estratégica e corrigir as ações realizadas, visando potencializar os resultados a serem colhidos no futuro. 

Com o uso do B.I e do B.A, uma empresa tem a capacidade de tomar decisões de modo mais concreto e seguro, deixando de lado a subjetividade para apostar na análise. Essa transformação é fundamental para conquistar números melhores e para compreender como os processos precisam evoluir para que este objetivo de crescimento seja alcançado.

Vale ressaltar que os dados não dizem respeito apenas aos índices de lucratividade e despesas, eles auxiliam a compreender o comportamento de consumo dos clientes e o perfil deles, algo que também é fundamental para construir processos de atendimento e vendas mais eficientes e capazes de converter compradores esporádicos em clientes fiéis e satisfeitos.

Para implantar o Business Analytics é preciso procurar empresas com experiência na construção de ferramentas de B.A, com foco na criação dos modelos de análise, que devem ser personalizados de acordo com as necessidades corporativas. 

Neste caso, a melhor solução é encontrar uma empresa capacitada para oferecer não apenas o ferramental de B.A, mas também soluções em Big Data e Cloud Computing, que são elementos importantes para a compilação e processamento dos dados. 

-

O mundo corporativo demanda bons resultados. O crescimento da concorrência é algo notado em praticamente todos os segmentos de negócio, e, se há mais players no mercado, é necessário colocar-se um passo à frente. É exatamente aqui que o B.A faz a diferença, ele coloca a empresa frente aos seus futuros resultados, o que permite a correção da trajetória e a otimização de processos para gerar um diferencial competitivo e contribuir para a construção de números mais consistentes e favoráveis.

No momento de ponderar soluções tecnológicas visando potencializar o desempenho empresarial, não deixe de considerar o Business Analytics como um parceiro promissor e capaz de modificar a realidade do seu trabalho. 

-

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de navegar pelo nosso blog.  Você encontra outros temas e muitos materiais que auxiliam sua empresa na ampliação sobre as perspectivas de negócio e o uso da Tecnologia da Informação e soluções digitais em prol dos resultados!

Aproveite para ler

Análise e Planejamento

Business Analytics: auxilando empresa a projetar resultados

Análise e Planejamento

Veja Como o Sequestro de Dados Afeta PMEs

Análise e Planejamento

Você Já Tem Um Plano de Disaster Recovery?

Separamos estes assuntos para você

Monitoramento

5 Dicas Para Ampliar a Segurança de Dados

Entrevistas

Entrevista: Pollyana Crivello | Bild

Acessar os Materiais Ricos

Carreira: Segurança da Informação

Soluções

Como Ampliar a Proteção de Dados em Dispositivos Móveis?

Análise e Planejamento

Business Analytics: auxilando empresa a projetar resultados

Cibersegurança

Cibersegurança: Uma Questão a Ser Tratada

Cibersegurança

Cuidados Que Deve Ter ao Acessar Rede de Internet Pública

Cibersegurança

Manipulação do comportamento do usuário: redação ENEM 2018

Deixe seu comentário